O que a relação médico paciente pode te ajudar no dia a dia?

relacao médico paciente

O que a relação médico paciente pode te ajudar após a consulta?

Os profissionais de saúde são altamente especializados e costumam estudar por muitos anos sobre a ciência de suas profissões. Isso é essencial para que obtenham êxito em suas carreiras, mas existe um outro fator não-técnico que precisa ser levado em conta para atingir o sucesso: a opinião dos clientes.

Ter um retorno sobre o que o paciente achou sobre o atendimento é essencial para melhorar os pontos que estão deixando a desejar, bem como reforçar aquilo que está dando certo. Além disso, um bom percentual de satisfação ajuda bastante no retorno para consultas seguintes e contribui para a famosa (e eficaz) propaganda boca a boca.

Você se preocupa com o que seu paciente pensa de você? Confira um pouco mais sobre o tema no artigo de hoje:

O que pode interferir na relação médico-paciente?

Diversos fatores podem interferir na relação médico-paciente, mas existem algumas variáveis que são essenciais para que o profissional seja bem-visto: um ambiente agradável, um atendimento humanizado e uma boa estratégia pós-atendimento. Quando você executa esses três itens com maestria, certamente está criando as condições ideais para satisfazer seus clientes e fazê-los retornar, além de torná-los divulgadores espontâneos dos seus serviços.

O mais interessante é que – ao contrário do que possa parecer – fazer isso pode ser mais fácil do que você imagina: basta tomar as decisões certas e implementar algumas pequenas mudanças.

Primeiro passo: ambiente agradável

O primeiro passo para que seu paciente se sinta bem na sua clínica é criar um ambiente agradável para ele. Poucos profissionais levam a sério essa questão, mas o fato é que o contato inicial das pessoas com o seu empreendimento se dá fora do consultório propriamente dito, mas sim na sala de estar. Por isso, invista em pequenos detalhes que podem ajudar bastante: adquira móveis confortáveis, crie uma decoração elegante e discreta, tenha uma televisão, tenha um bebedouro com água gelada ou água mineral disponivél e, acima de tudo, trabalhe apenas com colaboradores bem treinados. Se você optar por som ambiente, tenha certeza de selecionar músicas agradáveis e calmantes. Outro ponto crucial são as revistas: não caia na tentação de deixar volumes antigos para os clientes: atualize sua seleção mensalmente.

A importância do atendimento humanizado

É preciso entender que o paciente geralmente chega ao consultório do profissional de saúde com diversos medos e inseguranças. Por isso mesmo, é indispensável fazer com que ele se sinta acolhido e seguro para estar naquele ambiente: evite aparentar indiferença, esclareça todas as dúvidas e explique em detalhes as medicações ou tratamentos propostos.

Detalhes como recebê-los na porta da sua sala (bem como conduzi-los ao final da consulta), falar olhando nos olhos, não usar termos técnicos em demasia, escutar atentamente o histórico, sorrir e não demonstrar pressa são fundamentais para que a pessoa se sinta valorizada. Ainda que essas atitudes não sejam propriamente determinantes no resultado de um tratamento, no âmbito pessoal isso pode fazer toda a diferença. Cada paciente é único e precisa se sentir dessa forma!

Invista no pós-atendimento

Um dos grandes erros que um profissional de saúde pode cometer é achar que o atendimento acaba quando a consulta chega ao fim. Na realidade, para melhorar a relação do médico com o paciente, é preciso investir consideravelmente no momento pós-atendimento. Isso pode se traduzir em ligações para conferir a adesão ao tratamento proposto ou para relembrar retornos, felicitações em datas de aniversário e dias comemorativos por e-mail, bem como o envio de brindes e material promocional. Essas estratégias são pouco – ou nada – dispendiosas e são muito interessantes para se aproximar das pessoas e humanizar ainda mais o relacionamento.

Com essas atitudes, sua relação com os pacientes ficará muito mais forte e saudável. Você ganhará mais do que clientes: terá ao seu lado verdadeiros parceiros.

E se você gostou do conteúdo e quer receber mais artigos como esse em primeira mão, não deixe de assinar a nossa newsletter!