Como fazer a contabilidade do consultório médico?

contabilidade

Abrir um consultório médico exige uma série de preocupações que vão além da escolha do imóvel, decoração, contratação de funcionários e compra de equipamentos. Como se não bastassem os desafios do dia a dia, cumprindo longas jornadas de trabalho e plantões de fim de semana, médicos passam a ter uma jornada dupla quando as preocupações se estendem às questões financeiras do negócio. Pagamentos de tributos, obrigações fiscais, contábeis e empresariais rondam a rotina de médicos, que muitas vezes passam a encarar a contabilidade meramente como uma obrigação e não de forma estratégica.

Conhecer a contabilidade e saber como ela funciona é fundamental para manter o consultório ativo e dentro das exigências do Fisco. Além disso, realizar a contabilidade de um consultório médico corretamente garante a segurança das informações e um planejamento fiscal adequado, podendo ser utilizada como uma importante ferramenta estratégica para a redução de custos e otimização dos resultados.

Vejamos em que momentos a contabilidade é necessária no seu consultório médico!

Regime de tributação

A alta carga tributária incidente sobre as empresas brasileiras coloca muitos médicos em dúvida sobre qual regime tributário escolher. A escolha de um Regime de Tributação vantajoso e que esteja de acordo com o faturamento da clínica deve ser realizado em conjunto com um profissional especializado, que levantará a melhor opção de acordo com a receita anual.

Isso porque, para aqueles que optam em abrir seu próprio consultório médico, são comuns as seguintes opções: Simples Nacional, Lucro Real ou Lucro Presumido. Na escolha de um regime errôneo, a clínica pode pagar tributos desnecessários e ainda estar susceptível a multas e autuações pelo Fisco.

Tributos a serem pagos

A maioria dos tributos que incidem sobre o funcionamento de qualquer negócio é do âmbito federal. No caso de um consultório médico, o maior tributo pago é o Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ), cuja incidência é sobre proventos de qualquer natureza.

Um outro tributo de extrema importância e que gestores de clínicas devem ficar atento é a Contribuição Sobre o Lucro Líquido (CSLL), que também é um tributo que incide sobre a receita bruta de consultórios, em que, no caso de erro de cálculo, pode levar a clínica a sérios problemas com o Fisco.

Também fazem parte dos tributos federais as contribuições sociais, como a Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e o Programa de Integração Social (PIS), cuja incidência leva em consideração o faturamento mensal do consultório.

Já sobre a folha de pagamento, incide a Contribuição para o Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS), que varia conforme o porte da empresa, ficando entre 15% e 20% do valor bruto da remuneração.

Vale destacar que clínicas e consultórios médicos estão obrigados ao recolhimento do Imposto sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISS), que é um tributo municipal, seu valor varia de município para município.

Boas práticas de contabilidade

Ter a contabilidade em dia é algo que requer muito atenção, principalmente com a questão tributária, e na área médica esta situação não é diferente. Para ajudá-lo a lidar com essas questões você, médico, pode contar com a ajuda de um profissional contábil e definir qual a melhor opção de tributação. Atualmente está em crescimento uma empresa de tecnologia na área contábil, de fácil utilização, com bom suporte ao cliente e com preço acessível chamada contabilizei. Vale a pena conhecer a plataforma.

Um bom planejamento tributário é essencial no processo de escolha de um regime tributário, que apenas será possível se houver um bom controle financeiro. É imprescindível que o médico adote uma gestão eficiente e atualizada do fluxo de caixa. Esta medida garantirá conhecer o quanto que o consultório está pagando de tributos. A partir destas informações, é possível saber se o consultório terá que cortar despesas desnecessárias, aumentar número de atendimentos ou remanejar preços cobrados.

Ficou com alguma dúvida? Compartilhe conosco através dos comentários!

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.