6 dicas de administração para clínicas e consultórios

administração de clínicas e consultórios

Muitos profissionais na saúde, a exemplo de médicos e dentistas optam por ter seu próprio consultório ou clínica e quando isso ocorre vem junto uma gama de tarefas extras. Entre elas está a administração para clínicas e consultórios, determinante para o sucesso do empreendimento. Algo que requer mais do que ser um bom profissional, uma vez que necessário se atentar a outros quesitos. Para auxiliar nesse momento, foram elaboradas dicas para quem precisa administrar o consultório sem deixar de atender ao paciente da melhor forma possível.

Planeje e invista

Todo o negócio demanda investimentos e não é diferente na área da saúde. É interessante investir em tecnologia, novos procedimentos, equipamentos, publicidade e outros quesitos importantes para a clínica. O ideal é que se faça um planejamento também para os investimentos e modificações na estrutura para não agir por impulso ou emoção. Até mesmo a participação em congressos e simpósios demandam planejamento, pois será necessário se ausentar e arcar com custos da empreitada.

Tenha um plano financeiro

Quem entra no mercado tem interesse em prosperar. Ter um plano financeiro é uma questão de sobrevivência, pois auxilia no controle das operações e no direcionamento do consultório. Lembre-se que mesmo neste segmento é necessário controlar para medir o crescimento. Se você não tem essa disciplina, aumentam-se os riscos e o empreendimento fica vulnerável as incertezas financeiras do cotidiano.

Agilize o atendimento

Estamos em um cenário em que papeis, pastas e grandes arquivos estão sendo substituídos pela tecnologia (sobretudo pelos serviços em nuvem). O ambiente se tornou mais moderno e simples, uma vez que é possível se comunicar com o paciente sem a necessidade de ligar. A proposta da Ouro Time é de agilizar o agendamento e a comunicação entre paciente e clínica com um aplicativo eficiente e moderno. O maior benefício ao profissional é que pode alertar o paciente sobre o atendimento e diminui a taxa de não comparecimento.

Organize os dados referentes a clínica

O profissional de saúde deve se preocupar com o histórico do paciente e para isso precisa manter seus dados em segurança e organizados. Na era digital, há opções que armazenam essas informações, permitem a visualização de qualquer lugar e oferecem diferentes opções interessantes e de grande valia as clínicas e consultórios.

O controle financeiro ajuda na administração para clínicas e

consultórios

O controle sobre o caixa deve englobar despesas fixas e variáveis, principalmente quando envolvem cheques, convênios e cartões de crédito. Ter rigor no processo de mapeamento das despesas mensais ajuda a otimizar custos e mudar sua atitude e manter as contas em dias.

Não misture as contas

Alguns negócios não existem mais porque os sócios retiravam muito dinheiro dele sem a consciência que isso poderia ser prejudicial. Um erro comum é de acreditar que o caixa da clínica é pessoal. Nessas horas é preciso colocar na cabeça que o caixa da empresa não é para despesas pessoais e sim para investimentos, manutenções e para dar seguimento aos processos internos. Determine um salário mensal para evitar desfalques no caixa.

Gostou das dicas? Deixe nos comentários a sua experiência com seus pacientes e nos ajude a criar mais conteúdo relevante para você.

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.