5 dicas úteis na hora de comprar uma sala comercial

consultório

5 dicas úteis na hora de comprar uma sala comercial

Veja alguns fatores que devem ser considerados ao adquirir seu imóvel

 

A compra de um sala comercial, independentemente da área de atuação, é um momento importante para qualquer empresa. Além de pensar se o espaço escolhido é capaz de acolher os funcionários e os equipamentos utilizados, também é preciso pensar nos clientes que podem visitá-lo, principalmente no caso de empreendimentos que comercializam produtos ou serviços. No caso dos profissionais da saúde não é diferente e eles devem pensar em todos os fatores que podem influenciar no sucesso de seus consultórios ou clínicas.

Pensando nisso, o blog CliniQ Consutlórios fez uma lista com cinco dicas úteis na hora de comprar um imóvel comercial.

 

  1. Localização – Esse item é fundamental por diversos motivos, como a facilidade de seus funcionários e pacientes chegarem ao local, e até mesmo a sua. Afinal, não adianta nada ter um consultório todo modelado e equipado, mas com difícil acesso para o público e até mesmo para você, fazendo com que sua rotina seja cansativa e com que seu lucro seja baixo. Mesmo que sejam mais caras, salas comerciais próximas a estações de metrôs ou em regiões centrais de grandes metrópoles, tendem a trazer um custo-benefício que compensa os altos valores investidos.

 

  1. Analise o espaço – Se sua empresa, seja um consultório ou uma clínica, tem um plano de negócios, você deve ter estipulado uma média de pacientes que pretende atender a curto, médio e longo prazo. Informações como essa são muito úteis na hora de escolher a estrutura e o tamanho do seu imóvel comercial. Além disso, o espaço para a instalação de equipamentos e para o trabalho de outros profissionais – se for o caso – também deve ser levado em conta. Outros itens, como a qualidade da fiação elétrica e do encanamento também podem ser considerados, já que em alguns casos mais graves, nem mesmo reformas são suficientes.

 

  1. Negocie o preço – A crise econômica pela qual o País atravessa atrapalhou muita gente, inclusive os profissionais da saúde. Porém, um dos poucos lados positivos desse momento é a possibilidade das pessoas que conseguiram guardar capital, mesmo durante essa fase de instabilidade, poderem negociar valores mais baixos para a compra de um imóvel comercial. Isso acontece porque o setor imobiliário é um dos que mais sofreram nos últimos anos e, por isso, muitos imóveis ficaram mais baratos.

 

  1. Formas de investimento – Se você ainda não tem o valor integral para comprar seu imóvel, existem algumas saídas, como empréstimos comuns ou o crédito imobiliário. A segunda opção é mais viável e com menos juros do que a primeira. Segundo o presidente do Canal do Crédito, Marcelo Prata, mesmo sendo mais caro do que o financiamento habitacional, esse tipo de crédito é mais vantajoso do que adiar o sonho de ter um imóvel comercial próprio por muitos anos. Caso opte por fazer isso, consulte as condições de financiamento do seu banco.

 

  1. Questões legais – Independentemente da localização do imóvel e das comodidades que ele oferece, é importante estar atento à questões jurídicas e legais. Para isso, peça a matrícula da sala comercial junto à prefeitura de sua cidade e veja se ela está em conformidade com as normas vigentes e com o pagamento de impostos. Além disso, a própria estrutura do local deve estar de acordo com as leis em ação, como o acesso para pessoas com mobilidade reduzida.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *